Depressão tem cura

Os relacionamentos e as famílias são um conjunto, um todo, daí a importância de os olhar como um sistema, com os seus processos complexos de feedback e de comunicação (emocional, cognitiva e comportamental; verbal e não verbal; incongruência entre forma e conteúdo).

É impossível não comunicar. Aliás, seja de um modo verbal ou não verbal. Os relacionamentos podem ser definidos pelo seu estilo comunicacional. O comportamento é expressão do humano na sua unicidade e no seu estilo comunicacional com os outros, sendo necessário o equilíbrio entre estas duas realidades complementares e dinâmicas. Nesse sentido importa atender a três principais dimensões: estilos de vinculação, identidade e sentido/prazer.

Acredito que a harmonia de uma relação de intimidade acontece quando os seus elementos estão conscientes das suas emoções, as expressam bem como as suas necessidades adaptativas e, ao mesmo tempo, quando ambos têm a capacidade de se tranquilizar e cuidar quando o seu parceiro não corresponde do modo que se espera. Ora, quando uma dessas dimensões se fragiliza a espontaneidade pode diminuir e crescer o evitamento e a quebra de confiança e autenticidade.

About the Author

Bernardo Corrêa d'Almeida

Bernardo Corrêa d'Almeida

O meu nome é Bernardo Corrêa d’Almeida e sou Psicólogo. Tenho uma grande paixão pelo que faço e isso traduz-se em presença, cuidado, dedicação e amor às pessoas que me consultam. Terei o maior gosto em trabalhar consigo.
Profissionalmente: Psicólogo Clínico, Professor, Investigador e Escritor. Membro Efectivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses com a Cédula Profissional nº 24538. Membro da Sociedade Portuguesa de Terapia Focada nas Emoções. Psicólogo Clínico na Santa Casa da Misericórdia do Porto.